Degradation of forests through logging and fire in the eastern Brazilian Amazon.

Gerwing, J. (2002). Degradation of forests through logging and fire in the eastern Brazilian Amazon. Forest Ecology and Management, 157(1-3), 131-141. Elsevier.
Ações do documento

A condição da floresta amazônica é freqüentemente expressa em termos de extensão do desmatamento. Todavia, na porção oriental da Amazônia, a exploração madeireira e os incêndios florestais rasteiros degradam a estrutura da floresta e criam tipos de cobertura que são intermediários entre a floresta intacta e as áreas desmatadas. Esse estudo avalia as implicações da degradação florestal, comparando os impactos de variadas intensidades de exploração madeireira e incêndios florestais na estrutura e composição da floresta. Nas florestas intactas do leste do Pará, estimamos a biomassa viva acima do solo 309 toneladas por hectare. Na floresta explorada moderadamente (35 m3 por hectare), esse valor de biomassa viva decresceu em 20%. A situação é grave nas florestas com exploração intensiva (69 m3/hectare) onde ocorre uma redução de 48% da biomassa original. O mesmo resultado se aplica aos incêndios florestais leves. No caso da floresta sofrer simultaneamente exploração madeireira (moderada) e incêndios florestais (intensivos) a remoção da biomassa é muito alta: 83%.

Busca em Publicações
Publicado de até